quinta-feira, março 10, 2011

A praga do Lebrão !


Prezados Colegas,

Na UPD São Roque a lebre européia (lebrão) apareceu em meados do ano passado. Inicialmente observamos apenas dois exemplares, mas este ano observamos que a população aumentou bem como o dano econômico. Já não conseguimos colher repolho, couve-flor, brócolis, alface e mesmo os adubos verdes estão sendo devorados por estes animais. Tentamos conviver com os lebrões usando espantalhos e repelentes (a base de pimentas e cabelo humano), mas o efeito é temporário e insuficiente para evitar o dano econômico em nossos experimentos.

Por Lei, apesar desta espécie ser exótica em relação a fauna brasileira, ela não pode ser caçada, apreendida ou perturbada de qualquer forma no meio ambiente. Por isto, procuramos os órgãos competentes (Policia Florestal, IBAMA e Secretaria do Meio Ambiente) para encontrar uma solução. Para nossa surpresa, dois dos três órgãos nos informaram que desconhecem os danos econômicos causados pelo lebrão, pois nunca ninguém reportou este problema. A consulta feita pela UPD São Roque foi a primeira denúncia de danos que estes receberam.

Conseguimos despertar o interesse do Centro de Fauna Silvestre da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo para o problema. Este Centro pode legalmente obter do IBAMA a permissão para o controle do lebrão, mas para isto a UPD São Roque precisa subsidiar a Secretaria do Meio Ambiente com informações sobre os danos causados por esta espécie exótica.

Por isto, agradeceria à aqueles que puderem enviar para o email tivelli@apta.sp.gov.br (Assunto: Lebre Européia) informações de produtores que estejam sofrendo danos econômicos com o lebrão. Solicito que seja enviado um breve relato, onde seja informado o nome do produtor, município, quando a lebre européia apareceu e quais são os danos econômicos causados. Se for possível estimar o valor do prejuízo em Reais, seria muito útil.

Somente com está ação poderemos obter ferramentas legais que permita o manejo do lebrão sem incorrer em crime ambiental.
Desde já agradeço sua atenção e a divulgação desta informação para as regiões do estado de São Paulo que estão sofrendo com o lebrão.

Atenciosamente,

S. Wilson Tivelli
Chefe UPD São Roque/APTA
Fone (11) 4712-2077/4784-3443


Jornada de estudos em Assentamentos Rurais, na Unicamp- Campias:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...